Image Memorial Laboratório e Imagem

Atendimento ao Cliente

(71) 4004-0107

Fique Atualizado

Gostaria de receber informações e novidades sobre o Image Memorial?

Autorizo o recebimento de informações via e-mail.

Não tenho interesse em receber informações via e-mail.





Masculino Feminino



Atenção: O nono digito (9) será adicionado automaticamente nos celulares de SP.


Enviando
Aguarde. Estamos redirecionando para a página de
Resultados de Exames.


Localize uma unidade





Sobre a DASA

Informações gerais sobre a DASA, maior empresa da América Latina e quarta maior do mundo.

Saiba mais

Sobre o Image Memorial

Informações gerais sobre o Image Memorial Medicina Diagnóstica.

Saiba mais

Sustentabilidade

O Image Memorial está comprometido a ser uma empresa ecologicamente correta, socialmente justa e economicamente viável

Saiba mais


HPV: as complicações de uma doença cotidiana

HPV: as complicações de uma doença cotidiana

 

Proteja-se do HPV

O Papiloma Vírus Humano, uma Doença Sexualmente Transmissível (DST) mais conhecida como HPV atinge, em geral, a população jovem (de 14 a 29 anos). Existem mais de 100 tipos de HPV, os considerados de alto e baixo risco; os que podem induzir ao câncer (oncogênicos); e os que são associados a outras manifestações, como o surgimento de verrugas.

Segundo a dra. Sueli Raposo, ginecologista da DASA, a proporção de HPV em mulheres e homens é parecida. O que difere é a incidência de uma evolução do quadro para câncer de colo uterino, bem mais frequente do que o câncer de pênis. “Estudos indicam que após 12 meses da primeira relação sexual, 30% das mulheres já apresentam determinados tipos de HPV”, comenta. De acordo com ela, apenas 20% dos casos confirmados de HPV evoluem para verrugas e desses, apenas 5% para câncer. Mas, como o índice de HPV no sexo feminino é altíssimo, esses números são muito preocupantes.

Como é diagnosticado?

O diagnóstico pode ser feito pelo exame ginecológico simples quando há presença de sintomas clínicos como verrugas. Quando a mulher não apresenta nenhum sinal o diagnóstico só é possível pelo exame papanicolau e pela colposcopia acompanhada ou não de biópsia. Quando ainda há dúvida ou discordância, o melhor exame a ser realizado é o de captura híbrida, que detecta o tipo do HPV, se é de alto ou baixo risco e também a carga viral. Quando os resultados dos exames estão alterados, o ginecologista deve indicar um tratamento específico, que dependerá do tipo, extensão e localização da lesão. Os métodos vão desde cauterização com ácido ou laser até cirurgias.

Como prevenir?

Para os especialistas a melhor maneira de prevenção é evitar grande quantidade de parceiros e sempre utilizar preservativos. Para as mulheres, também é aconselhável cuidados com roupas íntimas e banheiros, além de controles anuais com acompanhamento de um ginecologista. “É importante também preservar a imunidade com uma boa alimentação e a prática de exercício físico”, acrescenta dra. Sueli.

Vacina contra o HPV

A prevenção também pode ser feita com as vacinas contra o HPV, disponíveis nas unidades do Lavoisier que oferecem serviços de vacinação.

 

Veja também:   

Compartilhe:

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Indicar para um Amigo
  •  

    Indique para seu Amigo




















 
 
 
Image Memorial Laboratório e Imagem © 2017 Image Memorial Laboratório e Imagem. Todos os direitos reservados.